Acervo

N S ConceicaoNossa Senhora da Conceição
Autora: Luzia Dantas, 1986
Currais Novos – RN
A arte escultórica do interior do Nordeste brasileiro reserva belos exemplares de um neobarroco. Luzia Dantas dedica-se, desde criança, à arte sacra e à representação de cenas do cotidiano local. Seus trabalhos em madeira são considerados obras-primas.

A peça, esculpida em umburana, tipo de vegetação comum na região do Seridó potiguar, traz a iconografia da invocação cristã de Nossa Senhora da Conceição, representada por uma mulher que traz aos pés o quarto lunar crescente. O requinte das peças da escultora tem como marca característica a movimentação do panejamento, a riqueza dos detalhes rebuscados e das faces angelicais minuciosamente esculpidas.

MulherMulher
Angola – África
1989
A figura feminina segura com as duas mãos um cesto, tem o dorso nu, traja tanga, tem cabelos trançados e expressão serena. Utiliza um colar e carrega um cesto com tampa na cabeça. As estatuetas antropomorfas da cultura angolana apresentam uma forte característica sexuada. Trata-se de uma arte de padrão realista “long face”, geometrizada, de estilo oeste-africano, de acentuado realismo e vigor, com faces de expressão quase feroz e de uma dureza explícita. O seu talhe é forte e notável, conjugando equilíbrio de planos e de volumes. Ofertada pela união de Escritores Angolanos a José Sarney por ocasião de uma viagem presidencial a Angola em janeiro de 1989.

JarrosPar de jarros
Louça Portuguesa
Lisboa – Portugal
1986
Jarros de louça branca de traço vermelho com frisos e flores. Apresentam de um lado as fachadas de igrejas: a Igreja do Desterro, da cidade de São Luís, próximo ao Convento das Mercês onde funciona a Fundação da Memória Republicana Brasileira, e no outro jarro uma igreja portuguesa não identificada. Do outro lado dos jarros estão gravados os brasões d’armas dos dois países. A representação das igrejas e dos símbolos nacionais simbolizam a união das nações portuguesa e brasileira. Ofertado por Mário Soares, presidente da República Portuguesa, no Palácio de Queluz, a José Sarney, presidente do Brasil, durante a visita presidencial a Portugal, em 04 de maio de 1986.

quadro1Auto-retrato
Rui Preto Pacheco
Porto – Portugal
1986
Destaca-se “Auto-retrato”, produzida em óleo sobre tela, do pintor Rui Preto Pacheco. O quadro foi ofertado pelo autor no Palácio da Alvorada, em 13 de janeiro de 1987. O pintor é um especialista em retratos, e é comum a esses retratistas realizarem seus auto-retratos refletindo neles a classe social e o perfil psicológico do retratado.Ele possui grande domínio técnico observado nas nuances do claro-escuro, nas linhas, pinceladas uniformes e às vezes pouco demarcadas. No auto-retrato optou pelo uso do fundo claro devido às claras tonalidades da figura. O mesmo procura acompanhar o estilo dos grandes retratistas Dürer e Rembrant.

quadro2Velho sapateiro
Chico Anysio
Rio de Janeiro
1985
Outra peça em exposição é a obra em óleo sobre tela “Velho Sapateiro”, de Chico Anysio. A pintura de inspiração realista apresenta um ancião, calvo com cabelos grisalhos, figurando um velho sapateiro a trabalhar no concerto de um sapato. A obra foi ofertada pelo humorista, ator e escritor cearense por ocasião da solenidade de assinatura do projeto de lei de incentivos fiscais na área da cultura.

cavaloCavalo
15/04/1986
China
Escultura em porcelana representando um cavalo, símbolo da felicidade na China. Segue o estilo de produção manual, moldada a líquido, o que caracteriza como oca, onde as partes (como rabo e a parte retangular) são adicionadas. Pintura manual, que demanda grande apuro técnico do artesão. A peça foi ofertada durante audiência com representantes de jornais estrangeiros no Palácio do Planalto, em 15 de março de 1986, por Libuhar Beihai – secretário-geral do Comitê das Relações Exteriores.

salva

Salva
Sri lanka
A salva é uma pequena bandeja para servir pessoas ilustres. No caso desta peça, os ornamentos da salva representam os animais da fauna do Sri Lanka. A forma repetitiva com que as figuras foram colocadas seguem o sentido horário dando preenchimento à peça. O excesso de ornamentos é comum na composição artística naquela região. Ofertado em audiência no Palácio do Planalto, em 5 de junho de 1986, pelo ministro do Comércio e Navegação do Sri Lanka, Mr. M. S. Amarzire.

meritoOrdem Nacional do Mérito
Brasil
Criada pelo decreto 9732 de 4 de setembro de 1946 e regulamentada pelo decreto 21854 de 26 de setembro de 1946, destina-se a laurear brasileiros que por motivos relevantes se tornem merecedores do reconhecimento da nação. Possui colar em metal, venera com guirlanda de rosas vermelhas e flores verdes. Estrela branca de seis pontas maçanetadas, ao centro medalhão azul celeste com relevo de esfera armelar. Colar composto por corrente dupla, onde cada parte é ligada por fivelas com figuras de rosa vermelha com quatro agrupamentos de folhas verdes e da esfera armilar, alternadamente. Entre as personalidades que receberam tal condecoração estão: o sertanista Orlando Villas-Boas e o astronauta Marcos Pontes.

Fotos: Meireles Jr.

Contatos

contatos

Rua da Palma, 502 - Desterro
São Luís - MA, Brasil
CEP: 65010-620

Fone:

(98) 3221-3724

Links Úteis
Localização

localização

Click to open larger map

Rua da Palma, 502, Desterro, São Luís, Maranhão